A Desflorestação - Desflorestamento - Destruição de recursos naturais


Introdução

O presente trabalho realizado no âmbito da disciplina de Formação Cívica tem como principal objectivo conhecer e dar a conhecer um pouco sobre a desflorestação.
Mencionamos causas da desflorestação no Mundo, na Europa e em Portugal, também referimos alguns casos de desflorestação em diversos países assim como citamos algumas formas de proteger a floresta.


O que é a desflorestação?

A desflorestação é o resultado de uma intervenção sistemática e plurissecular do Homem no meio ambiente, visando a dominação da natureza.
A desflorestação do nosso pais, iniciou-se no Neolítico, à cerca de 7500-8000 anos, com o invenção da agricultura e a domesticação de animais.


A desflorestação

Uma grande parte da vida selvagem encontra-se nas florestas tropicais, quentes e húmidas. As enormes árvores, os arbustos e as ervas fornecem alimentos e habitat a elevado número de animais. Por vezes, aí habitam tribos que colhem da floresta só o que precisam e não provocam estragos.
Os seres vivos respiram dióxido de carbono e as árvores transformam-no em oxigénio, contribuindo para que haja vida. Por isso lhes chamamos os pulmões do Mundo.
A cobertura florestal original do planeta foi destruída e apenas um quinto permanece intacta.
 O Homem começou a desbravar a floresta há 10 000 anos, quando surgiu a agricultura.
As maiores árvores do Mundo existem na América. São as sequóias.
Quase metade da floresta mundial é tropical e a restante localiza-se nas regiões temperadas.
As florestas armazenam cerca de 40% do carbono na atmosfera terrestre global e a desflorestação tem contribuindo para uma aumento de cerca de 30% de dióxido de carbono na atmosfera nos últimos 150 anos.
A queima da floresta é uma das causas de emissão de CO2 para a atmosfera. A acção do Homem sobre a floresta consiste essencialmente na desflorestação assumindo, nas últimas décadas, proporções muito preocupantes. Se for mantido o actual ritmo de desflorestação, uma grande parte das 50 a 90% das espécies vivas do planeta que existem nas florestas será extinta a meio deste século.
Em cada três espécies animais e vegetais que vivem na Terra, duas habitam as florestas tropicais.
Na floresta amazónica, algumas estimativas apontam para 80 mil espécies animais.


Causas da desflorestação

Nos países em vias de desenvolvimento a principal causa da desflorestação é a sobre exploração das matérias-primas provenientes da floresta particularmente, a própria madeira. Estes países não têm muitas alternativas, recorrem aos recursos naturais para sobreviverem.
Nos países desenvolvidos as principais causas são:
· Desenvolvimento industrial e urbano,
· Crescimento turístico,
· Aumento da superfície cultivada,
· Construção de infra-estruturas.


Desflorestação no mundo

A importância económica e ecológica das florestas é muito grande, pelo que a desflorestação tem enormes impactos negativos.
As grandes florestas tropicais dos países em desenvolvimento são muito afectadas pela desflorestação. A principal causa da desflorestação é a exploração da matéria-prima proveniente da madeira; por um lado, com poucas indústrias, estes países recorrem ao uso desse recurso natural para se desenvolver; por outro, a lenha representa a principal fonte de energia para muitos países pobres.
Na Amazónia, habitam muitas tribos; com o desaparecimento da floresta, também elas correm perigo. Sem árvores para construir as suas casas e sem animais para caçar, não conseguem sobreviver.


Desflorestação na Europa

Mais de 60% das florestas temperadas da Europa foram destruídas devido à intensa ocupação do solo nas mais variadas formas, como: a urbanização, a industrialização, a agricultura e o turismo.
Por outro lado, a poluição e os incêndios têm devastado grande parte das florestas ainda existentes neste continente.
A reflorestação de que este continente tem sido alvo desde os anos 70 levou ao aumento das áreas florestais, embora utilizando poucas espécies indígenas.


Desflorestação em Portugal

A cobertura vegetal em Portugal não é muito variada e, além disso, as espécies vegetais não têm grande valor económico. A nossa floresta não é muito densa e é constituída por pinheiro bravo, que ocupa a maior área, carvalho-negral, sobreiro e azinheira. Nos últimos anos, algumas áreas têm sido ocupadas por eucalipto porque a sua madeira serve para fabricar pasta de papel.
A principal causa de destruição da nossa floresta são os incêndios. Estes podem surgir pela intervenção humana: o descuido ou o fogo posto. Podem ainda surgir devido às condições climatéricas, como temperaturas elevadas ou trovoadas.
Apenas algumas recordações é o que nos resta da nossa floresta natural que no passado revestiu grande parte do país.
Portugal é muito afectado por fogos, principalmente no Verão. Assim, a nossa maior preocupação deve ser dirigida para a prevenção dos fogos e para a reflorestação das áreas ardidas.
Em Portugal, existem meios de combate aos incêndios: os Bombeiros Voluntários e os Sapadores de Bombeiros, integrados no serviço Nacional de Bombeiros. Durante o Verão, é frequente o recurso a aviões e helicópteros particulares para combater os incêndios florestais, intervindo também, por vezes, a Força Aérea Portuguesa.

Países com maior taxa de desflorestação

Em muitos países, e especialmente nos países em desenvolvimento do hemisfério sul, queimadas sistemáticas, pastoreio e diminuição das áreas de floresta são levadas a cabo para disponibilizar novas áreas para a agricultura ou Produção Animal. Isto é muitas vezes concretizado sem que factores como o clima e a topografia tenham sido suficientemente estudados e em terrenos onde o declive, a natureza do solo ou outras características fisiográficas indicam claramente que os terrenos em causa têm apenas vocação florestal.
Embora estas ações possam levar a um aumento temporário da produtividade, há também muitas indicações de que a longo prazo se regista habitualmente uma diminuição da produtividade por unidade de superfície e de que a erosão e a degradação irreversível do solo acompanham muitas vezes este processo.
As florestas, das quais os humanos e outros animais dependem fortemente, captam o dióxido de carbono, fornecem oxigênio e limpam o ar. A sua capacidade de retenção da água mantém os níveis de solo e água, evitando desastres como deslizamentos de terras, cheias e secas. As florestas tropicais, as mais importantes florestas sobreviventes, contêm cerca de dois terços de todas as espécies de animais e plantas. As plantas tropicais são a base para vários medicamentos úteis, mas um grande número nunca foi testado para propriedades medicinais. As florestas tropicais são também armazéns de material genético para melhoramento de plantas de cultivo susceptíveis a doenças e pragas. Com a actual taxa de desflorestação, calcula-se que 15% do total das espécies poderão desaparecer nos próximos vinte anos.
Muitos factores contribuem para a desflorestação: produção de madeira, desbravamento para a agricultura (incluindo Produção Animal), corte para lenha e carvão, fogos, secas, mineração a céu aberto, poluição, desenvolvimento urbano, pressão populacional e guerras.
Calcula-se que a taxa de desflorestação anual é da ordem dos 17 milhões de hectares.


Outras estimativas incluem:

· A bacia dos Himalaias englobando o Norte da Índia, o Nepal e o Bangladesh, perdeu até 1980, 40% das suas florestas.
· Os USA destruíram a maioria das suas florestas no século XIX e ainda abatem árvores. Na última década, toros equivalentes a 242.811,39 hectares de floresta foram exportados pelos USA. No ano 2000 a madeira será cortada nas florestas nacionais a uma velocidade duas vezes superior à da substituição por novas árvore. A desflorestação é causada principalmente pelo desenvolvimento comercial e industrial. Estima-se que, até 2040, os EUA irão perder cerca de 11 milhões de hectares causados pelo desenvolvimento urbano.
· A Costa Rica perdeu um terço das suas florestas, perde 60.000 ha por ano e no ano 2000 já não terá florestas.
· A Etiópia tinha 60% de florestas em 1940, actualmente tem apenas 2,5%.
· Um milhão de agricultores indonésios ainda usa técnicas de desbravamento e queima.
· Milhares de hectares têm sido destruídos em consequência da guerra nas Honduras, Nicarágua, El Salvador e Guatemala.
· Mais de um terço das florestas da Suíça morreram ou estão a morrer devido à poluição.
· Mais de 50% das árvores na Alemanha ocidental estão mortas ou a morrer.
· A taíga de coníferas é uma das últimas áreas florestais da Sibéria. Em anos recentes, 25 milhões de toneladas de madeira siberiana têm sido transportados para o ocidente, todos os anos, através da linha-férrea Trans-Siberiana e milhões de toneladas mais, pelos portos do Pacífico como Vladivostok para o Japão - como parte da nova expansão económica Russa. Além disto, fogos provocados (para criar pastagem) e acidentais consomem anualmente um milhão de hectares de floresta siberiana, e a poluição do ar pela indústria à volta do Lago Baikal está a afectar a saúde da floresta existente.
· Na América Latina, o fracasso das leis governamentais foi a causa directa da desflorestação durante os anos 80. Por exemplo, só na bacia da Amazónia foram destruídos, anualmente, 4 milhões de hectares de floresta para uso agrícola, mesmo sabendo que cerca de 94% do solo era impróprio para a agricultura. Situações semelhantes dão-se noutros países tropicais da América Central e do Sul.
· Na Ásia a desflorestação aumentou de 2 para 4.7 milhões de hectares. A alta densidade populacional bem como a pobreza rural foram as principais causas de desflorestação, sendo 75% causada apenas para obtenção de terrenos agrícolas.
· Em África, o assustador crescimento populacional está a contribuir não só para a deteorização do ambiente em todo o continente, mas também para o abate intenso de árvores de modo a criar terrenos para a agricultura. Durante os anos 80, África continha 660 milhões de hectares de floresta, perdendo, anualmente, 3.3 milhões de hectares. Apenas 91 mil hectares foram reflorestados, por ano, uma pequena porção comparando com a perda sofrida.


Formas de proteger as florestas

A floresta é muito importante para o equilíbrio do ambiente terrestre, pelo que tem de ser preservada.
A desflorestação tem causado preocupação em todo o Mundo e dia-a-dia torna-se necessário que cada cidadão tenha um papel activo na conservação das florestas:
· Prevenir os incêndios, promover a reflorestação, reabilitar as áreas florestais degradadas a recorrer à reciclagem são alguns pequenos passos que cada um de nós pode fazer;
· É importante haver uma gestão eficiente e controlada das florestas, com legislação protectora;
· Criação de parques e reservas naturais impede o corte e a danificação das árvores;
· Se os jornais, as revistas e os papéis usados forem reciclados menos árvores são derrubadas.


Conclusão

Concluímos que a Desflorestação é o processo de desaparecimento de massas florestais (bosques), fundamentalmente causado pela actividade humana.
A desflorestação é directamente causada pela acção do homem sobre a natureza, principalmente devido a abates realizados pela indústria madeireira, tal como para a obtenção de solo para cultivos agrícolas.
A principal causa da destruição da biodiversidade e a grande ameaça para a humanidade é a desflorestação. Nos últimos dez anos, catorze milhões de quilómetros quadrados de florestas (trinta vezes a superfície de Espanha) transformaram-se em desertos e mais de trinta milhões de quilómetros quadrados estão ameaçados.



Bibliografia

· www.freipedro.pt/tb/150600/opin3.htm
· www.geocities.com/Hollywood/Trailer/4205/desflorestacao.htm
· www.apena.rcts.pt/aproximar/floresta/recursos/arvore_madeira/fichas/ficha3_5.htm



Trabalhos Escolares, ENEM, VESTIBULAR,TODAS AS MATÉRIAS, BIOLOGIA, ED. FÍSICA, FÍSICA, GEOGRAFIA,HISTÓRIA,INFORMÁTICA, LITERATURA, MATEMÁTICA, PORTUGUÊS, QUÍMICA E MUITO MAIS!!! tudo grátis, trabalhos feitos, trabalhos acadêmicos, trabalhos universitários, monografias, teses, tcc, trabalho de conclusão de curso, informativos, livros, revistas, artigos, artigos científicos, artigos imparcialistas, documentos de investigações, monografias, resenhas, paper, ensaios, bibliografias, textos, traduções, regras ABNT, Vancouver, digitações, dissertações, projetos, pesquisas, conteúdos para o ensino médio, fundamental, vestibulares e cursos, coletâneas, frases, conclusões, mensagens, citações, temas, textos jornalísticos, gêneros literários, arquivos, relatórios, apostilas, publicações, revisões, anteprojetos, resenhas, orientações, poesias, receitas, doutrinas, plano de negócios. Educação, educacional, escola, escolar, escolres, estudos, estudante, estudando, professor, professora, professores, ensino, ensinar, ensinando, instrução, instruir, instruído, instruindo, educar, educando, eduque. Tudo gratuito, gratuitamente, grátis. geografia, geofísica e geologia, normas abnt, trabalhos prontos, monografia, trabalhosescolares, revisados, universidades, faculdade, Pesquisa Escolar, lista de resumos, downloads de livros, Imagens, Educação, guerras, pedagogias, biblioteca virtual, escola, apostilas, Grupo Escolar, orientações, etapas, dicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário





Palavras mais buscadas no site:

Trabalhos Escolares Trabalho Escolar Biologia Português Matéria Português Rede Social Dicas de Português História Língua Portuguesa ZOOLOGIA Facebook Memes Trolls Geografia Memes Zuando muito no face Trollando Memes para facebook Escrevendo em redes sociais Dúvidas de Português Educação Física Concursos Públicos Gramática Esportes Concursos Dicas de Concursos Públicos Biografia Química O que é a língua portuguesa Física Questões para Concursos Geologia Informática Questões Enfermagem Geofísica Enem Cartaz Cartazes Manifestações TI Tecnologia Blocos Econômicos e Organizações Internacionais Arte Artes GENÉTICA Sociologia PROUNI SISU Concordância Biografias Dicas Diversos ECOLOGIA Faculdade Universidade Vestibular Matemática Simulado Atualidades Civilizações Protesto CAFTA Seu Trabalho Ortografia QUESTÕES DE Português com Gabarito Literatura Crase Computadores analógicos Curiosidades Esqui Aquático Gramática. História da computação História do hardware Redação Índio EVOLUÇÃO QUESTÕES de Matemática com Gabarito Indígena Resumo Uso da Crase - quando há (ou não) crase Geometria Analítica Livro Plural RACIOCÍNIO LÓGICO Artigos 196 a 200 da Constituição Federal Grafia Hífen Lei n° 8.142 Lei nº 8.080 Organização e Funcionamento do SUS QUESTÕES DE RACIOCÍNIO LÓGICO Com Gabarito Sistema Único de Saúde Autores Geometria Homônimos Parônimos Tecnologia da Informação Uso da vírgula Construções Geométricas Educação Resumos Vírgula Anita Garibaldi Equação da reta Questão de Concurso Reciclagem Sinônimos Verbos Vocativo Aleijadinho Aluísio Azevedo Aposto Avaliação Carta Comunidade Andina Dicionário Emprego Energia Estudar Fast Estudo Analítico do Ponto Estudo da Reta Exercícios Fernando Pessoa Formas variadas de linguagem Futebol Gauchês Ginástica História da Idade Média Idade Média Identidade Imagens para Facebook Inclinação da reta Lei Lei federal Nitrogênio Ortográfico Pedagogia Polo aquático Precisão e adequação vocabular Pronomes Psicologia Publicidade Reforma ortográfica Saúde Significados Tênis de Mesa Uso de por que Verbo Vocabulário por quê porque e porquê Ângulo de inclinação da reta 99 : Salário baixo e injustiça A Estrutura Curricular da Disciplina De Educação Física A Grande Influência da Lua em Nossas Vidas. A guerra civil gaúcha A participação do México no Nafta ACENTUAÇÃO ACENTUAÇÃO GRÁFICA ANARQUIA ASEAN Abandono Acentos Adolf Hitler Advérbios Afonso Pena AlCA x ALBA Alca Alfabeto Alfred Wegener Anatomia comparada Apec Apostila Apostila Concurso Professor Apostila PEB ll Arte Barroca Arte Rupestre Artesanato Arthur Aguiar Artigos Assíria Asteca Astrolábio Atletismo Até onde a Lua influencia a nossa vida? Automação Babilônia Badminton Balonismo Barack Obama Barão de Mauá Barão do Rio Branco Basquetebol Beisebol Benito Mussolini Benjamin Constant Bilhete Biodiversidade Biogeografia Biologia molecular Boxe Brasil - Eleições 2006 CEI – Comunidade dos Estados Independentes CLIMA Cabo de Guerra Caminhada Cana-de-açúcar Capoeira Caratê Caricom Carlos Chagas Carlos Drummond de Andrade Carta Argumentativa Carta comercial Carta de Reclamação Carta de informação Carta de solicitação Carta do leitor Cartaginês Cartão-postal Carvão mineral Casal Castro Alves Celta Charles Chaplin Chico Buarque de Holanda Chinesa - Civilizações Ciclismo Circunferência Clarice Lispector Classificação dos blocos econômicos Claude Debussy Comemoração em outros Países Comparativo entre C e java Comunidade Britânica Comunidade Sul-Americana de Nações Conceito Conceitos Concretismo Consciência Convite Copa 2014 Coreia do Norte e a Coreia do Sul Corrida Crise na Tunísia Cruzadas Crítica DEFENSIVOS AGRÍCOLAS DENSIDADE DESENHO DESMATAMENTO DESTAQUES NO MUNDO DOMESTICAÇÃO Dança Data Comemorativa Data Mining Data Warehouse Decreto nº 7.508 Descrição Desflorestamento Desrespeito com o professor Dia das Mães Dia do Descobrimento do Brasil - 22 de Abril Dicionário Web Direito Administrativo Dom Pedro I Duque de Caxias E-mail ESPÉCIES EM EXTINÇÃO EXPRESSIONISMO Educação no Brasil Educação nota 10 Egípcia Eleição de Dilma Rousseff Energia Solar Enunciação e contexto Escalada Escultura Esgrima Esporte Estrangeirismo Estrangeirismos Estudar é para os fortes Estudo da Circunferência Euclides Evolução da Tecnologia da Informação Exemplos de Textos do Cotidiano Expedições medievais realizadas em nome de Deus FIES FOTOSSÍNTESE Falsos Sinônimos Falta de Vagas Fauna Fenícia Feriados Feudalismo Figuras de estilo Filogenia Filogeografia Filosofia Fisiologia Flora Fly Fishing Formação de blocos econômicos Força de Floriano Fracasso da Alca Francesa Frases em imagens Frescobol Futebol americano Futurismo Fórmula 1 G 20 Financeiro GEO1M1 GEO2M2 Geometria Euclidiana Germânica Geógrafo Geólogo Ginástica Artística Ginástica de trampolim Globalização Glossário Web Golfe Golfo Pérsico Gonçalves Dias Governo x Educação Graciliano Ramos Grafite Grega Grego Grigori Perelman Guerra Guerra Civil Americana Guerra de Secessão Guia Prático Gêneros textuais argumentativos Gêneros textuais do cotidiano Gêneros textuais do universo jornalístico HISTiatÓRIA DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA DA ARTE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃ Heitor Villa-Lobos Hidroginástica História do Futebol História em quadrinhos Homero Homo sapiens Homônimas e Parônimas Hóquei IMPRESSIONISMO Idade Antiga Idade Contemporânea Idade Moderna Importância da mulher na sociedade Inca Indiana Indigena Individualismo Industrialização da China Industrialização e Urbanização Indígena no Brasil Indígenas Inglesa Inglês Ingresso Tardio Inscrições Integração da Venezuela ao Mercosul James Watt Japonesa Jet Ski Jiu Jitsu Jogo de Queimada Jogos Olímpicos Pequim 2008 John Fitzgerald Kennedy José de Alencar Judô Karl Marx Kung-Fu Lima Barreto Linguagem e comunicação Localização do Golfo Pérsico Luiz Gonzaga MEIO AMBIENTE MIGRAÇÕES ANIMAIS MMA Mixed Martial Arts Madeira Mahatma Gandhi Maia Mamíferos Manguezal Medicina Memórias de Computadores Mercosul Mercosul: Países Integrantes Mercúrio (planeta) Mergulho Mesóclise Minas Gerais Missão Científica Espacial Brasileira Mix Útil Modelos de Processadores Modismos Monarquia Monteiro Lobato Moralismo Morfologia Mundo Summary Musculação Médicos Nado Sincronizado Natação Neologismo Neologismos O milênio da mulher O que é Educação Física? OEA OLAP OMC ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SUS - LEI 8080/90 E 8142/90 ORIGAMI Op-art Opep Opinião Os livros são um oceano infinito de conhecimento PEB ll POLUIÇÃO Paleontologia Parkour Pedro Bandeira Pedro Álvares Cabral Pensamentos Persa Perímetros Pesquisa Pessoa Piaget Pintura Placa tectônica Planejamento e Gerência de Projeto de Software Planície Pleonasmo Pontuação Pop Art Portugal Povos indígenas Presidentes da República do Brasil Primavera Árabe Princesa Isabel Professor Professor trollando aluno que não estuda Pronomes átonos Prosa Naturalista Prova Pré-História Próclise QUALIDADE DE VIDA QUESTÕES DE Português Acentuação Com Gabarito QUESTÕES DE Português Crase com Gabarito Questão do Mensalão Questões de Português Ortografia com Gabarito R$9 RENASCIMENTO RESPONSABILIDADE SOCIAL ROCOCÓ Racismo Ranking Mundial de Educação Rapa-Nui Rebelião Popular Rede municipal de saúde Redundância Relacionamento Remo Repetência Reservas indígenas no Brasil Respeite o Professor Respostas Resumo de Livro Revolta da Armada Revolta da Vacina Revolta na Líbia Revolta no Egito Revolução Federalista Revolução Francesa Robô Romana Romero Britto Russa SADC Saltos Ornamentais Semânticas Seriados Sintaxe Sismo Sistema Operacional Sistemática Skate Squash Subjuntivo Suméria Surfe Tabelas Cruzadas e DrillDown Taekwondo Teatro Terremoto Texto instrucional (injuntivo) The Vampire Diaries Tigres Asiáticos Tipos de Frase Triathlon Turca Turfe Tênis Unasul União Europeia União Européia Urbanização da China Urânio Uso do Hífen (Novo Acordo Ortográfico) Verbo Auxiliar Verbos Abundantes Verbos Anômalos Verbos Defectivos Verbos Regulares e Irregulares Verbos Transitivos Verbos de Ligação Verdades e mentiras sobre o conflito das Coreias Vida de professo Viking Voleibol Voleibol de Praia Volumes Water Bike Xadrez Xenofobia Xilogravura Zuando na escola 2013 dúvida léxico regionalismo saúde no Brasil tempo verbal toma dicionário na cara variante linguística Árabe - Civilizações Áreas Ângulos Ênclise