MERCOSUL: Países Integrantes



MERCOSUL: Países Integrantes

            Desde 1º de janeiro de 1995, Argentina, Brasil Paraguai e Uruguai, os países membros do Mercosul (Mercado Comum do Sul), passam a cobrar tarifas idênticas nas suas importações. Agora você vai conhecer melhor os países que fazem parte do Mercosul, que já é considerado o maior bloco econômico do mundo. 
            Os países que integram o Mercosul tem as seguintes características: 

Brasil - Argentina - Paraguai - Uruguai

1 - BRASIL

. 
Dados gerais 
Nome oficial: República Federativa do Brasil.  
Capital: Brasília.  
Nacionalidade: brasileira.  
Língua: português.  
Religião: cristianismo (católicos, maioria; protestantes); espiritismo; cultos afro-brasileiros.  
Datas nacionais: 7/9 (Independência); 15/11 (República). 

Localização – Porção centro-oriental da América do Sul, entre as latitudes +5o16’20'’ N e -33o44’32'’ S e entre as longitudes -34o47’30'’.O e -73o59’32'’ O. É cortado ao Norte pela linha do equador, que atravessa os Estados de Amazonas, Roraima, Pará e Amapá, e pelo Trópico de Capricórnio, que passa pelos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo, aos 23o27’30'’ de latitude sul. A maior parte do território brasileiro fica no hemisfério Sul (93%) e na zona intertropical (92%).

Fuso horário – O Brasil tem quatro fusos horários a oeste do meridiano de Greenwich, com 2 a 5 horas a menos em relação à hora média de Greenwich (GMT). O primeiro, nas ilhas oceânicas a 30o O de Greenwich, tem 2 h de atraso. O segundo fuso, a 45o O e com 3 h de atraso, abrange Brasília (hora oficial do Brasil), Minas Gerais, Goiás,Tocantins e todos os Estados litorâneos, do Amapá ao Rio Grande do Sul. No terceiro fuso, a 60o O e com 4 h de atraso, estão Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Roraima e oeste do Pará. No quarto fuso, a 75o O e com 5 h de atraso, está o Acre e o sudoeste do Amazonas.

Limites – Estendem-se por 23.086 km. Os limites com países da América do Sul  são de 15.719 km. A maior fronteira é com a Bolívia (3.126 km) e a menor com o Suriname (593 km). Os únicos países sul-americanos sem fronteiras com o Brasil são Chile e Equador. Os restantes 7.367 km são banhados pelo oceano Atlântico, desde a foz do rio Oiapoque, no cabo Orange, fronteira Amapá/Guiana Francesa, até a foz do arroio Chuí, fronteira Rio Grande do Sul/Uruguai.

Pontos extremos – Ao norte, a nascente do rio Ailã, na serra de Caburaí, a 5o16’20'’ N, fronteira Roraima/Guiana. Ao sul, o arroio Chuí, a 33o44’32'’ S, fronteira Rio Grande do Sul/Uruguai. A leste, a ponta de Seixas, a 34o47’30'’ O, na Paraíba. A oeste, a nascente do rio Moa, na serra de Contamana, a 73o59’32'’ O, fronteira Acre/Peru. O centro geográfico fica na margem esquerda do rio Jarina, em Barra do Garças, Mato Grosso.

Produção mineral - O Brasil é rico em minerais metálicos, grande parte deles em reservas não exploradas. O petróleo explorado, apesar do surgimento de novos poços, não é suficiente para atender a todas as necessidades do país.

PETRÓLEO:
Existem 5.511 poços de petróleo em produção no país, sendo 4.872 terrestres e 639 marítimos. As reservas nacionais de óleo somam 2.816 milhões de barris e as de gás 109 bilhões de metros cúbicos. Cada barril tem 159 litros. Aproximadamente 6,29 barris correspondem a 1 metro cúbico. Pelos processos conhecidos, só é possível retirar 25% em média do petróleo de uma jazida. Portanto, 75% do petróleo fica esperando que sejam criadas novas técnicas capazes de aumentar a extração.
A plataforma continental possui subsolo rico em jazidas de petróleo, de onde são extraídos 60% da produção nacional. A maior parte vem da bacia de Campos (RJ), descoberta em 1974. Para assegurar a posse e o controle das áreas petrolíferas e pesqueiras, o governo estende as águas territoriais de 12 para 200 milhas, em 1971. Foi incorporada ao território uma faixa de 307,4 km de largura ao longo da costa, totalizando uma superfície de 2,75 milhões de km². Maiores campos:

Bacia de Campos – Localizada no Estado do Rio de Janeiro. Produz 52.600 m³ (330.000 barris) por dia, sendo Namorado o campo mais produtivo, com 7.750 m³ (48.000 barris) por dia.
Água Grande – Localizado no Estado da Bahia. O campo que mais produziu até hoje, com um total de 42,9 milhões de m³ (274 milhões de barris). No Recôncavo Baiano já foram produzidos mais de 1 bilhão de barris de petróleo.

MINERAIS METÁLICOS
Os principais minerais metálicos encontrados no Brasil são bauxita, alumínio, cobre, cassiterita, ferro, manganês, ouro e prata. As áreas de maior concentração são a região Norte (ferro, ouro, diamantes, cassiterita, estanho, manganês) e Minas Gerais (ferro e manganês). No Centro-Oeste, na região do pantanal, estão as maiores reservas do país, ainda pouco exploradas.

2 - ARGENTINA


Dados gerais
Nome oficial: República Argentina.
Capital: Buenos Aires.
Nacionalidade: argentina.
Língua: espanhol (oficial).
Religião: cristianismo (católicos, 90%; protestantes, cerca de 2%).
Datas nacionais: 25/5 (Revolução de 1810), 9/7 (Independência).
Moeda: peso argentino (dividido em 100 centavos); cotação para 1 US$: 0,99 (9/1994).

Geografia
Localização: sul da América do Sul.
Área: 2.766.889 km².
Limites: Bolívia (N); Paraguai (NE); Brasil e Uruguai (L); oceano Atlântico (L e SE); Chile (O).
Características: planícies do Pampa (centro-oeste), da Mesopotâmia (NE) e do Chaco (N), separadas por um planalto; Cordilheira dos Andes (O); mesetas escalonadas com depressões e cañadones (SE).
Ponto mais elevado: pico Aconcágua (6.959 m).
Clima: de montanha (NO, SO, O); árido tropical (NE); árido frio (SE); temperado continental (S); tropical (N); subpolar (extremo sul).
Rios principais: da Prata, Paraná, Uruguai, Paraguai, Colorado, Negro, Chubut, Deseado, Pileumayo, Bermejo, Salado do Norte.
Cidades mais populosas: Buenos Aires (2,96 milhões hab.); Córdoba (1,1 milhão); Rosario (1,07 milhão); La Plata (542,5 mil) (1991).
Hora local (em relação a Brasília): a mesma.

Demografia
População: 33,5 milhões (1994); urbana: 86,2% (1990).
Densidade (hab./km²): 12,1 (1994).
Composição demográfica: europeus, 85%; mestiços, ameríndios e outros, 15% (1986).
Faixas etárias: 0-14: 29,9%; 15-59: 56,9%; mais de 60: 13,2% (1990).
Crescimento demográfico: 1,2% (1991).
Natalidade: 20 por mil (1991).
Mortalidade: 9 por mil; mortalidade infantil: 31 por mil (1991).
Fertilidade (no de filhos por mulher): 2,7 (1991).
Expectativa de vida: homens: 68; mulheres: 74 (1991).

Economia
Composição: agricultura: 7,3%; indústria: 27,6%; mineração: 2,3%; serviços: 54,2% do PIB (1993).
Agricultura: trigo, milho, sorgo, soja.
Pecuária: bovinos, ovinos, suínos.
Pesca: 640,6 mil t (1991).
Indústria: alimentícia, química, equipamentos de transporte e papel.
Minerais: petróleo, gás natural, carvão, linhita.
Exportações: US$ 13,1 bilhões (1993); produtos: cereais, óleos e gorduras, óleos de petróleo, autopeças (1993).
Importações: US$ 16,8 bilhões (1993); produtos: bens de capital, automóveis, químicos, minerais (1993).
Parceiros comerciais: Brasil, EUA, Holanda (Países Baixos), Itália e Espanha.
Pesos e medidas: sistema métrico decimal.
Produto Interno Bruto (PIB): US$ 253 bilhões (1993); renda per capita: US$ 6.050 (1992);
Inflação anual: 7,4%, índice de preços ao consumidor (1993).
Dívida externa: US$ 60 bilhões (dezembro de 1993).
Força de trabalho: 12,5 milhões (1993).
Desemprego: 9,6% (1993).

 Saúde
Leitos hospitalares: 1 por 205 hab. (1987); médicos: 1 por 326 hab. (1988).

 Educação
Analfabetos: 4,7% (1990).
Alunos de 1o e 2o graus: 6,8 milhões (1988); professores: 512 mil (1988).
Alunos no ensino superior: 755 mil (1987); professores: 75 mil (1987).
Investimento: 9,3% do orçamento (1988).

Transportes
Rodovias: 215,3 mil km; 27% pavimentados (1986); no de veículos: comerciais: 1,5 milhão (1990); automóveis: 4,3 milhões (1990).
Ferrovias: 42,4 mil km (1989).
Portos: Buenos Aires, Quequen, Rosario, Bahia Blanca.
Linhas aéreas: Aerolíneas Argentinas, LAPA (vôos internacionais e domésticos); ALA, LADE (domésticos).

Comunicações
Receptores de rádio: 1 por 1,5 hab. (1991).
Receptores de TV: 1 por 4,5 hab. (1991).
Linhas telefônicas: 1 por 8,1 hab. (1989).
Jornais: 159 diários (1990); no de exemplares por mil hab.: 88 (1988).

Defesa
Efetivo total: 65 mil (1992); exército: 35 mil; marinha: 20 mil; força aérea: 10 mil; outros: 17 mil paramilitares.
Investimento: 14,3% do orçamento de 1994.

Representação diplomática
SHIS ? QL 2, cj. 1, casa 19, CEP 70442-900, Brasília, DF; tel. (061) 365-3000; fax (061) 365-2109



3 - PARAGUAI


Dados gerais
Nome oficial: República do Paraguai.
Capital: Assunção.
Nacionalidade: paraguaia.
Língua: espanhol (oficial); guarani, falado pela maioria da população.
Religião: cristianismo (católicos, 90%; protestantes).
Data nacional: 15/5 (Independência).
Moeda: guarani (dividido em 100 cêntimos); cotação para 1 US$: 1.912,32 (26/9/1994).

 Geografia
Localização: centro-sul da América do Sul.
Área: 406.752 km².
Limites: Bolívia (N); Brasil (L); Argentina (S e O).
Características: território baixo cortado de N a S pelo rio Paraguai; prolongamento do planalto Brasileiro (O); escarpas cobertas por solos de aluvião (NO); planície do Chaco (L).
Ponto mais elevado: Cerro Vilarrica (700 m).
Clima: tropical seco (NO e NE); tropical com chuvas de verão (centro); subtropical (S).
Rios principais: Paraguai, Pilcomayo, Paraná.
Cidades mais populosas: Assunção (607,7 mil hab.); San Lorenzo (123,7 mil); Ciudad del Este (110,6 mil); Concepción (62,6 mil); Encarnación (44,1 mil) (1990).
Hora local (em relação a Brasília): -1h.

 Demografia
População: 4,6 milhões (1994); urbana: 49% (1990).
Densidade: (hab./km²): 11,3 (1994).
Composição demográfica: mestiços (espanhóis e guaranis), 90,8%; ameríndios, 3%; alemães, 1,7%; outros, 4,5% (1980).
Faixas etárias: 0-14: 40,6%; 15-59: 54%; mais de 60: 5,4% (1988).
Crescimento demográfico: 2,7% (1990-1995).
Natalidade: 33 por mil (1990-1995).
Mortalidade: 6 por mil (1990-1995); mortalidade infantil: 47 por mil (1990-1995).
Fertilidade (no de filhos por mulher): 4,3 (1990-1995).
Expectativa de vida: homens: 65,1; mulheres: 69,5 (1990-1995).

 Governo
Regime: república presidencialista.
Divisão administrativa: 17 departamentos.
Chefe de Estado e de governo: presidente Juan Carlos Wasmosy (desde 9/5/1993).
Regime partidário: pluripartidarismo; principais partidos: Colorado, Liberal Radical Autêntico, Encontro Nacional.
Legislativo: bicameral – Senado com 45 membros e Câmara dos Deputados com 80 membros, eleitos por voto direto para mandatos de 5 anos.
Constituição em vigor: 20/8/1992.

 Economia
Composição: agricultura: 24%; indústria: 24%; outros: 52% do PIB (1992).
Agricultura: algodão, sementes (soja, principal), cana-de-açúcar, milho, mandioca, trigo, madeira.
Pecuária: bovinos, suínos, ovinos.
Pesca: 13 mil t (1991).
Indústria: alimentícia, bebidas, tabaco, madeireira, têxtil, couro e vestuário, química, petróleo, carvão, borracha, plástico, manufaturas de minerais não-metálicos, papel, impressão e editorial, metalúrgicos e maquinarias.
Mineral: petróleo.
Exportações: US$ 1 bilhão; produtos: algodão cru, óleo de sementes (soja, principal); madeira e derivados (1992).
Importações: US$ 1,2 bilhão; produtos: máquinas industriais e equipamentos de transporte, combustíveis minerais, bebidas, tabaco (1992).
Parceiros comerciais: Brasil, Argentina, EUA, Japão, Holanda (Países Baixos) e Itália.
Pesos e medidas: sistema métrico decimal.
Produto Interno Bruto (PIB): US$ 6,4 bilhões (1992); renda per capita: US$ 1.380 (1992); crescimento anual: -0,7% (1980-1992).
Inflação anual: 28,5% (1985-1992).
Dívida externa: US$ 1,7 bilhão (1992).
Força de trabalho: 1 milhão (1988-1990); agricultura: 45,7%; indústria: 19,2%; outros: 35,1% (1991); mão-de-obra feminina: 41,1% (1988-1990).
Desemprego: 8,5% (1989).

 Saúde
Leitos hospitalares: 1 por 931 hab.; médicos: 1 por mil hab. (1989).
Investimento: 4,3% do orçamento (1990).

Educação
Analfabetos: 9,9% (1990).
Alunos de 1o e 2o graus: 890,1 mil (1991); professores de 1o e 2a graus: 50,8 mil (1988).
Alunos no ensino superior: 32,8 mil (1991); professores: 2,7 mil (1985).
Investimento: 10,3% do orçamento (1991).

Transportes
Rodovias: 25,7 mil km; 9% pavimentados (1988); no de veículos: 120,4 mil; automóveis: 117,1 mil (1990).
Ferrovias: 441 km (1988). Portos: Assunção e Concepción (fluviais).
Linha aérea: LAP (vôos internacionais).

 Comunicações
Receptores de rádio: 1 por 5,7 hab. (1991).
Receptores de TV: 1 por 13 hab. (1991).
Linhas telefônicas: 1 por 33 hab. (1990).
Jornais: 6 diários; no de exemplares por mil hab.: 28 (1991).

 Defesa
Efetivo total: 16,5 mil (1993); exército: 12,5 mil; marinha: 3 mil; força aérea: 1 mil; outros: 8 mil paramilitares.
Investimento: 13,3% do orçamento (1990).
Representação diplomática
SES – Av. das Nações, lote 42, CEP 70427-900, Brasília, DF; tel. (061) 243-1622; fax (061) 242-4605.



4 - URUGUAI



 Dados gerais
Nome oficial: República Oriental do Uruguai.
Capital: Montevidéu.
Nacionalidade: uruguaia.
Língua: espanhol.
Religião: cristianismo, maioria, com predominância dos católicos.
Data nacional: 25/8 (Independência).
Moeda: peso uruguaio (dividido em 100 centésimos); cotação para 1 US$: 5,55 (7/11/1994).

 Geografia
Localização: sudeste da América do Sul.
Área: 176.215 km².
Limites: Brasil (N e NE); oceano Atlântico (L); rio da Prata (S); Argentina (O).
Características: relevo baixo com pontas, ilhas, lagoas (litoral); planícies onduladas, vegetação rasteira (interior), bacias hidrográficas atlânticas (NE e L) e dos rios Uruguai (O) e Prata (S).
Ponto mais elevado: monte de las Animas (501 m).
Clima: subtropical.
Rios principais: Prata, Uruguai, Yaguarón, Tacuarembó.
Cidades mais populosas: Montevidéu (1,2 milhão hab.); Salto (81 mil); Paysandú (76 mil); Las Piedras (58 mil); Rivera (57 mil) (1985).
Hora local (em relação a Brasília): a mesma.

 Demografia
População: 3,1 milhões (1994); urbana: 89% (1992).
Densidade (hab./km²): 17,6 (1994).
Composição demográfica: descendentes de espanhóis e italianos, 85,9%; mestiços, 3%; italianos, 2,6%; judeus, 1,7%; mulatos, 1,2%; outros, 5,6% (1990).
Faixas etárias: 0-14: 25,8%; 15-59: 57,7%; mais de 60: 16,5% (1990).
Crescimento demográfico: 0,6% (1990-1995).
Natalidade: 17,6 por mil (1992).
Mortalidade: 9,8 por mil (1990); mortalidade infantil: 20,4 por mil (1990).
Fertilidade (no de filhos por mulher): 2,3 (1990-1995).
Expectativa de vida: homens: 68,9; mulheres: 75,3 (1985-1990).

 Governo
Regime: república presidencialista.
Divisão administrativa: 19 departamentos.
Chefe de Estado e de governo: presidente Luis Alberto Lacalle Herrera (desde 1o/3/1990); Julio María Sanguinetti (eleito em novembro 1994).
Regime partidário: pluripartidarismo; principais partidos: Nacional, Colorado, Frente Ampla.
Legislativo: bicameral – Senado com 31 membros e Câmara dos Deputados com 99 membros, eleitos por voto direto para mandatos de 5 anos.
Constituição em vigor: 27/11/1986.

 Economia
Composição: agricultura: 11%; indústria: 29%; outros: 60% do PIB (1992).
Agricultura: arroz, trigo, milho, cevada, sorgo, cana-de-açúcar, beterraba, batata.
Pecuária: ovinos, bovinos, eqüinos.
Pesca: 143,7 mil t (1991).
Indústria: alimentícia, têxtil, vestuário, refino de petróleo, manufaturados de carvão, química, equipamentos de transporte, bebidas, couro.
Mineral: minério de ferro.
Exportações: US$ 1,6 bilhão (1992); produtos: têxteis, animais vivos e pecuários (carne e couro), alimentos (1991).
Importações: US$ 2 bilhões (1992); produtos: máquinas e instrumentos industriais, manufaturados minerais e químicos, equipamentos de transporte (1991).
Parceiros comerciais: Brasil, Argentina, Alemanha, EUA, Japão.
Pesos e medidas: sistema métrico decimal.
Produto Interno Bruto (PIB): US$ 11,4 bilhões (1992); renda per capita: US$ 3.340 (1992); crescimento anual: -1% (1980-1992).
Inflação anual: 41,3% (1994).
Dívida externa: US$ 5,2 bilhões (1992).
Força de trabalho: 1,2 milhão (1992); agricultura: 13,2% (1992); indústria: 25,5% (1985); serviços: 66,5% (1986-1989); mão-de-obra feminina: 30,9% (1989-1990).
Desemprego: 9,4% (1994).

 Saúde
Leitos hospitalares: 1 por 127 hab. (1983); médicos: 1 por 341 hab. (1990).
Investimento: 4,8% do orçamento (1991).
Educação
Analfabetos: 3,8% (1990).
Alunos de 1o e 2o graus: 612,4 mil (1989); professores de 1o grau: 19,4 mil (1989); de 2o grau: 13,6 mil (em escolas públicas, 1988).
Alunos no ensino superior: 63,8 mil (1989); professores: 5,9 mil (1988).
Investimento: 6,6% do orçamento (1991).
Transportes
Rodovias: 49,7 mil km (1989); no de veículos: 397,1 mil; automóveis: 252,3 mil (1988).
Ferrovias: 3 mil km (1988).
Portos: Montevidéu, Punta del Este, Maldonado, La Paloma, Colonia, Camelo, Nueva Palmira, Fray Bentos, Paysandú, Salto Dolores.
Linhas aéreas: Pluna (vôos internacionais e domésticos); Tamu (domésticos e charters); Aero Uruguaya (vôos de carga).

 Comunicações
Receptores de rádio: 1 por 1,6 hab. (1991).
Receptores de TV: 1 por 4,3 hab. (1991).
Linhas telefônicas: 1 por 5,3 hab. (1990).
Jornais: 30 diários (1990).

 Defesa
Efetivo total: 24,7 mil (1993); exército: 17,2 mil; marinha: 4,5 mil; força aérea: 3 mil; outros: 1,2 mil paramilitares.
Investimento: 6,5% do orçamento (1993).
Representação diplomática
SES – Av. das Nações, lote 14, CEP 70450-900, Brasília, DF; tel. (061) 224-2255, fax: (061) 226-6806.










Acessem o melhor site de pesquisas e trabalhos escolares:

Nenhum comentário:

Postar um comentário





Palavras mais buscadas no site:

Trabalhos Escolares Trabalho Escolar Biologia Português Matéria Português Rede Social Dicas de Português História Língua Portuguesa ZOOLOGIA Facebook Memes Trolls Geografia Memes Zuando muito no face Trollando Memes para facebook Escrevendo em redes sociais Dúvidas de Português Educação Física Concursos Públicos Gramática Esportes Concursos Dicas de Concursos Públicos Biografia Química O que é a língua portuguesa Física Questões para Concursos Geologia Informática Questões Enfermagem Geofísica Enem Cartaz Cartazes Manifestações TI Tecnologia Blocos Econômicos e Organizações Internacionais Arte Artes GENÉTICA Sociologia PROUNI SISU Concordância Biografias Dicas Diversos ECOLOGIA Faculdade Universidade Vestibular Matemática Simulado Atualidades Civilizações Protesto CAFTA Seu Trabalho Ortografia QUESTÕES DE Português com Gabarito Literatura Crase Computadores analógicos Curiosidades Esqui Aquático Gramática. História da computação História do hardware Redação Índio EVOLUÇÃO QUESTÕES de Matemática com Gabarito Indígena Resumo Uso da Crase - quando há (ou não) crase Geometria Analítica Livro Plural RACIOCÍNIO LÓGICO Artigos 196 a 200 da Constituição Federal Grafia Hífen Lei n° 8.142 Lei nº 8.080 Organização e Funcionamento do SUS QUESTÕES DE RACIOCÍNIO LÓGICO Com Gabarito Sistema Único de Saúde Autores Geometria Homônimos Parônimos Tecnologia da Informação Uso da vírgula Construções Geométricas Educação Resumos Vírgula Anita Garibaldi Equação da reta Questão de Concurso Reciclagem Sinônimos Verbos Vocativo Aleijadinho Aluísio Azevedo Aposto Avaliação Carta Comunidade Andina Dicionário Emprego Energia Estudar Fast Estudo Analítico do Ponto Estudo da Reta Exercícios Fernando Pessoa Formas variadas de linguagem Futebol Gauchês Ginástica História da Idade Média Idade Média Identidade Imagens para Facebook Inclinação da reta Lei Lei federal Nitrogênio Ortográfico Pedagogia Polo aquático Precisão e adequação vocabular Pronomes Psicologia Publicidade Reforma ortográfica Saúde Significados Tênis de Mesa Uso de por que Verbo Vocabulário por quê porque e porquê Ângulo de inclinação da reta 99 : Salário baixo e injustiça A Estrutura Curricular da Disciplina De Educação Física A Grande Influência da Lua em Nossas Vidas. A guerra civil gaúcha A participação do México no Nafta ACENTUAÇÃO ACENTUAÇÃO GRÁFICA ANARQUIA ASEAN Abandono Acentos Adolf Hitler Advérbios Afonso Pena AlCA x ALBA Alca Alfabeto Alfred Wegener Anatomia comparada Apec Apostila Apostila Concurso Professor Apostila PEB ll Arte Barroca Arte Rupestre Artesanato Arthur Aguiar Artigos Assíria Asteca Astrolábio Atletismo Até onde a Lua influencia a nossa vida? Automação Babilônia Badminton Balonismo Barack Obama Barão de Mauá Barão do Rio Branco Basquetebol Beisebol Benito Mussolini Benjamin Constant Bilhete Biodiversidade Biogeografia Biologia molecular Boxe Brasil - Eleições 2006 CEI – Comunidade dos Estados Independentes CLIMA Cabo de Guerra Caminhada Cana-de-açúcar Capoeira Caratê Caricom Carlos Chagas Carlos Drummond de Andrade Carta Argumentativa Carta comercial Carta de Reclamação Carta de informação Carta de solicitação Carta do leitor Cartaginês Cartão-postal Carvão mineral Casal Castro Alves Celta Charles Chaplin Chico Buarque de Holanda Chinesa - Civilizações Ciclismo Circunferência Clarice Lispector Classificação dos blocos econômicos Claude Debussy Comemoração em outros Países Comparativo entre C e java Comunidade Britânica Comunidade Sul-Americana de Nações Conceito Conceitos Concretismo Consciência Convite Copa 2014 Coreia do Norte e a Coreia do Sul Corrida Crise na Tunísia Cruzadas Crítica DEFENSIVOS AGRÍCOLAS DENSIDADE DESENHO DESMATAMENTO DESTAQUES NO MUNDO DOMESTICAÇÃO Dança Data Comemorativa Data Mining Data Warehouse Decreto nº 7.508 Descrição Desflorestamento Desrespeito com o professor Dia das Mães Dia do Descobrimento do Brasil - 22 de Abril Dicionário Web Direito Administrativo Dom Pedro I Duque de Caxias E-mail ESPÉCIES EM EXTINÇÃO EXPRESSIONISMO Educação no Brasil Educação nota 10 Egípcia Eleição de Dilma Rousseff Energia Solar Enunciação e contexto Escalada Escultura Esgrima Esporte Estrangeirismo Estrangeirismos Estudar é para os fortes Estudo da Circunferência Euclides Evolução da Tecnologia da Informação Exemplos de Textos do Cotidiano Expedições medievais realizadas em nome de Deus FIES FOTOSSÍNTESE Falsos Sinônimos Falta de Vagas Fauna Fenícia Feriados Feudalismo Figuras de estilo Filogenia Filogeografia Filosofia Fisiologia Flora Fly Fishing Formação de blocos econômicos Força de Floriano Fracasso da Alca Francesa Frases em imagens Frescobol Futebol americano Futurismo Fórmula 1 G 20 Financeiro GEO1M1 GEO2M2 Geometria Euclidiana Germânica Geógrafo Geólogo Ginástica Artística Ginástica de trampolim Globalização Glossário Web Golfe Golfo Pérsico Gonçalves Dias Governo x Educação Graciliano Ramos Grafite Grega Grego Grigori Perelman Guerra Guerra Civil Americana Guerra de Secessão Guia Prático Gêneros textuais argumentativos Gêneros textuais do cotidiano Gêneros textuais do universo jornalístico HISTiatÓRIA DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA DA ARTE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃ Heitor Villa-Lobos Hidroginástica História do Futebol História em quadrinhos Homero Homo sapiens Homônimas e Parônimas Hóquei IMPRESSIONISMO Idade Antiga Idade Contemporânea Idade Moderna Importância da mulher na sociedade Inca Indiana Indigena Individualismo Industrialização da China Industrialização e Urbanização Indígena no Brasil Indígenas Inglesa Inglês Ingresso Tardio Inscrições Integração da Venezuela ao Mercosul James Watt Japonesa Jet Ski Jiu Jitsu Jogo de Queimada Jogos Olímpicos Pequim 2008 John Fitzgerald Kennedy José de Alencar Judô Karl Marx Kung-Fu Lima Barreto Linguagem e comunicação Localização do Golfo Pérsico Luiz Gonzaga MEIO AMBIENTE MIGRAÇÕES ANIMAIS MMA Mixed Martial Arts Madeira Mahatma Gandhi Maia Mamíferos Manguezal Medicina Memórias de Computadores Mercosul Mercosul: Países Integrantes Mercúrio (planeta) Mergulho Mesóclise Minas Gerais Missão Científica Espacial Brasileira Mix Útil Modelos de Processadores Modismos Monarquia Monteiro Lobato Moralismo Morfologia Mundo Summary Musculação Médicos Nado Sincronizado Natação Neologismo Neologismos O milênio da mulher O que é Educação Física? OEA OLAP OMC ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO DO SUS - LEI 8080/90 E 8142/90 ORIGAMI Op-art Opep Opinião Os livros são um oceano infinito de conhecimento PEB ll POLUIÇÃO Paleontologia Parkour Pedro Bandeira Pedro Álvares Cabral Pensamentos Persa Perímetros Pesquisa Pessoa Piaget Pintura Placa tectônica Planejamento e Gerência de Projeto de Software Planície Pleonasmo Pontuação Pop Art Portugal Povos indígenas Presidentes da República do Brasil Primavera Árabe Princesa Isabel Professor Professor trollando aluno que não estuda Pronomes átonos Prosa Naturalista Prova Pré-História Próclise QUALIDADE DE VIDA QUESTÕES DE Português Acentuação Com Gabarito QUESTÕES DE Português Crase com Gabarito Questão do Mensalão Questões de Português Ortografia com Gabarito R$9 RENASCIMENTO RESPONSABILIDADE SOCIAL ROCOCÓ Racismo Ranking Mundial de Educação Rapa-Nui Rebelião Popular Rede municipal de saúde Redundância Relacionamento Remo Repetência Reservas indígenas no Brasil Respeite o Professor Respostas Resumo de Livro Revolta da Armada Revolta da Vacina Revolta na Líbia Revolta no Egito Revolução Federalista Revolução Francesa Robô Romana Romero Britto Russa SADC Saltos Ornamentais Semânticas Seriados Sintaxe Sismo Sistema Operacional Sistemática Skate Squash Subjuntivo Suméria Surfe Tabelas Cruzadas e DrillDown Taekwondo Teatro Terremoto Texto instrucional (injuntivo) The Vampire Diaries Tigres Asiáticos Tipos de Frase Triathlon Turca Turfe Tênis Unasul União Europeia União Européia Urbanização da China Urânio Uso do Hífen (Novo Acordo Ortográfico) Verbo Auxiliar Verbos Abundantes Verbos Anômalos Verbos Defectivos Verbos Regulares e Irregulares Verbos Transitivos Verbos de Ligação Verdades e mentiras sobre o conflito das Coreias Vida de professo Viking Voleibol Voleibol de Praia Volumes Water Bike Xadrez Xenofobia Xilogravura Zuando na escola 2013 dúvida léxico regionalismo saúde no Brasil tempo verbal toma dicionário na cara variante linguística Árabe - Civilizações Áreas Ângulos Ênclise